4 de mai de 2015

A força e a fragilidade do poder diante do déficit de atenção para com os 'outros'

Por que o poder leva algumas pessoas a desordens do déficit de atenção para com os outros? Uma ligação ou uma simples mensagem nunca são retornadas. Um poder como esse não se sustenta. O poder não admite estagnação, é algo em constante construção e mutação. Aquele que vigia e equilibra o seu déficit de atenção para com os outros tende a permanecer mais tempo no poder, o seu contrário também é verossímil. Da interpretação das correntes mais profundas do oceano, o poder é uma concessão. Esse ato e efeito de conceder pode ser renovado ou não. Poder é algo em construção coletiva.

Nenhum comentário: