17 de mai de 2014

No Maranhão, Suplicy, Haddad e Padilha são Dilma, Lula e Flávio governador



O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva participou do Encontro Nacional de Blogueiros e Ativistas Digitais (4BlogProg), na manhã de ontem(16), em São Paulo, acompanhado de Alexandre Padilha, do prefeito de São Paulo Fernando Haddad e do senador Eduardo Suplicy. No encontro com jornalistas, blogueiros e ativistas digitais de todo o país, o petista defendeu principalmente a regulação da mídia no Brasil.


Pré-candidato ao governo de São Paulo - com um discurso de alternância de poder no estado - que é governado há mais de 20 anos pelo PSDB, o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, se esquivou quando questionando por blogueiros do Maranhão sobre a possibilidade de também haver alternância política no estado governado há 50 anos pelo grupo Sarney. Embora nos bastidores faz comentários contra a aliança com o grupo Sarney. 

O prefeito de São Paulo Fernando Hadad também tem o mesmo entendimento do ex-ministro Padinha. Também não polemizou, poupando a liderança do presidente Lula.


"Não vou responder. Não quero me 'meter' nesta confusão dos petistas no Maranhão", respondeu o petista, deixando claro o seu descontentamento com a postura do diretório do PT no Maranhão, que empenhou apoio ao pré-candidato da oligarquia a governador, Edinho Lobão (PMDB).


O senador Eduardo Suplicy também opinou sobre as eleições no Maranhão. Para ele, a pré-candidatura de Flávio Dino a governador representa uma oportunidade única das oposições no estado. 


"O Flávio Dino tem uma força expressiva e é importante que com ele possa haver uma renovação no Maranhão. Por tudo que eu tenho ouvido falar constitui uma boa alternativa para aquele Estado", afirmou


Para o senador, as perspectiva em torno das eleições no Maranhão são muito boas, devido ao "histórico de lutas e trabalho pela construção de uma sociedade justa" de Dino.
  
Com Jônatas Carlos e Leandro Miranda, São Paulo.
Com edição de  Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: