28 de set de 2013

Drº Leo Castro recebe o apoio do ministro da Saúde na eleição da Sociedade Brasileira de Cirurgiões Oncológicos


A Chapa 2 está em ação !

O  Dr. Leonaldson Castro e o Dr. Claudio Quadros, candidatos a presidente e secretário geral  pela Chapa 2, junto com o atual presidente da SBCO- Sociedade Brasileira de Cirugiões Oncológicos, Dr. Ademar Lopes, se reuniram na semana passada, em Brasília, com o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha. O encontro teve como objetivo tratar da Revisão da Portaria SAS/MS 741, que estabelece o funcionamento da assistência pública nacional ao paciente com câncer. 
A nova portaria representa um retrocesso para os cirurgiões oncológicos brasileiros. Para lutar e defender os nossos interesses, a Chapa 2 levou ao ministro os argumentos da nossa categoria: 
- A obrigatoriedade do Cirurgião Oncológico especialista como responsável técnico e de sua presença no corpo clínico assistencial dos UNACONs e Serviços de Cirurgia Oncológica dos Hospitais Gerais, além dos CACONs.
 
- O aumento do número de Cirurgiões Oncológicos nesses Serviços em função da quantidade-hora de procedimentos cirúrgicos oncológicos realizados.

- O Cirurgião Oncológico como fator prognóstico favorável.

- A existência atual, no Brasil, de número suficiente de cirurgiões especialistas para permitir a inserção do Cirurgião Oncológico na rede pública de assistência oncológica. 
O Ministro Alexandre Padilha nos deu voz e ao final de nossas explicações entendeu como legítimas as ponderações da Chapa 2 . O ministro determinou uma próxima reunião com a SBCO. 
Ganhamos a batalha e vamos adiante para alcançarmos a vitória!! 
Ainda durante as reuniões de trabalho em Brasília, o Dr. Leonaldson Castro e o Dr. Claudio Quadros estiveram com o presidente do Conselho Federal de Medicina, Dr. Roberto Luiz D'Avila. No encontro, foi solicitado ao presidente do CFM a listagem dos Cirurgiões Oncológicos inscritos no Conselho. E mais:  conseguimos que o CFM incluisse as cirurgias oncológicas na proposta de resolução sobre prcedimentos especializados. A proposta estabelece que os procedimentos de risco -  e que requeiram o concurso de médicos com 5 ou mais anos de treinamento -  só possam ser realizados por especialista. Se aprovada, essa resolução terá força de lei e, então, as cirurgias oncológicas obrigatoriamente passarão a ser realizadas por especialistas. 


O Ministro Alexandre Padilha, Dr. Ademar Lopes, Dr. Leonaldson e Dr. Cláudio

 O Presidente do CFM, Dr. Roberto D'Avila, Dr. Ademar Lopes, Dr. Leonaldson e Dr. Cláudio

O Secretário da SAS/MS, Dr. Helvécio Magalhães, a Coordenadora SAS/Doenças Crônicas, Dra. Patrícia Chueiri, a Coordenadora SAS/Média e Alta Complexidade, Dra. Inez Gadelha, Dr. Ademar Lopes, Dr. Leonaldson e Dr. Cláudio

Nenhum comentário: