3 de out de 2015

Governo dialoga sobre políticas públicas com pastorais sociais da Igreja Católica

Secretário Márcio Jerry apresentou, durante o encontro com as pastorais, um balanço das ações do Governo

O Governo do Estado dialogou, na tarde desta quarta-feira (30), com representantes de pastorais sociais e organismos da Igreja Católica. Durante o encontro, realizado no auditório do Palácio dos Leões, as pastorais e os organismos da Igreja Católica apresentaram as suas demandas e os representantes do poder público estadual apresentaram as ações que estão sendo executadas pela atual gestão. O diálogo resultou na formação de uma mesa de trabalho com as representações.

Representando o governador Flávio Dino, o secretário de Assuntos Políticos e Federativos, Márcio Jerry, apresentou um balanço das ações do Governo do Estado e destacou a participação popular como parte fundamental da governança democrática. "A apresentação de avaliações e propostas das Pastorais Sociais ao Governo reforça que os diálogos são importantes na gestão do governador Flávio Dino", afirmou.

Em carta apresentada durante o encontro, as pastorais e os organismos da Igreja Católica apresentaram suas reivindicações, que dizem respeito a questões de Segurança, Educação, Saúde e ao modelo de desenvolvimento do Estado do Maranhão. Como encaminhamento da reunião, as demandas apresentadas que são de competência do poder público estadual serão encaminhadas para as secretarias responsáveis pelas políticas públicas e um novo encontro será realizado para discutir as propostas e dar andamento às ações. Também serão realizadas mesas de diálogos paralelas para agilizar o andamento de pautas específicas.

O secretário de Diretos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, destacou o empenho do Governo do Estado em estabelecer um diálogo com representantes de movimentos sociais. “O governador Flávio Dino já realizou reunião com o episcopado maranhense para apresentação do Plano de Ações do Mais IDH. Dessa e outras reuniões com organismos da Igreja Católica surgiu a ideia de realizarmos este encontro com os secretários para juntos construirmos uma agenda de trabalho”, afirmou.

Estiveram presentes no encontro os secretários de Estado Jefferson Portela (Segurança Pública), Bira do Pindaré (Ciência e Tecnologia), Flávia Moreira (Cidades), Adelmo Soares (Agricultura Familiar), Tatiana Pereira (Juventude) e Gerson Pinheiro (Igualdade Racial); a presidente da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), Elisângela Cardoso; o presidente do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), Mauro Jorge; o presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), Fortunato Macedo; além de representantes das secretarias de Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Justiça Penitenciária.

Para o bispo de Brejo e referencial das pastorais sociais no Maranhão, Dom Valdeci, o diálogo com o Governo do Estado é muito importante. "Para nós a abertura desse diálogo é muito importante. Trouxemos alguns pontos para avaliarmos juntos e o nosso objetivo é encontrar um denominador comum, de modo que esse debate possa contar com o nosso empenho e do Governo do Estado para buscarmos soluções”, disse.

A secretária executiva da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) do Maranhão, Marta Bispo, avaliou de forma positiva o encontro. “Essa é uma iniciativa muito boa do Governo que propôs esse diálogo com as pastorais, que sempre tiveram uma presença muito forte no meio do povo. Meu desejo é de que nós possamos caminhar juntos pelo bem do povo maranhense”, afirmou.

Entre as entidades presentes no encontro também estiveram representantes das pastorais da terra, pessoa idosa, menor, criança, educação, carcerária e juventude; das Comissões Missionárias, de Justiça e Paz e dos Leigos; da Cáritas Regional do Maranhão; do Conselho Indigenista Missionário; da Comunidade Eclesial de Base; e do Centro de Estudos Bíblicos.

Nenhum comentário: