19 de ago de 2015

PERIGO: Agora o PSDB tenta convencer o PMDB da tese do impeachment de Dilma. Serra seria de Temer o que FHC foi para Itamar Franco. Aécio 2015 naufragou, Temer seria o presidente

A polêmica declaração do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sobre o 'gesto de grandeza' que seria a renúncia da presidente Dilma Rousseff foi decodificada por especialistas em PSDB, como o colunista Merval Pereira, do Globo; a má notícia é que os tucanos continuam apostando na instabilidade política e agora falam em dar sustentabilidade a um eventual governo do vice Michel Temer; a boa é que desistiram do projeto 'Aécio 2015', que consistia em cassar Dilma e Temer, abrindo espaço para a antecipação das eleições; em resumo, os tucanos agora querem convencer o PMDB a abraçar o impeachment apenas da presidente Dilma, prometendo assim dar suporte a um eventual governo Temer; ou seja, continuam conspirando, mas já abrem mão do poder absoluto. Serra seria de Temer o que FHC foi para Itamar Franco. Com Brasil 247.

Nenhum comentário: