26 de mar de 2015

Reparação histórica: Em documentário inédito, Maria Tereza resgata o marido Jango e conta bastidores

Comício da Central do Brasil, Jango ao lado da sua esposa Maria Teresa.
Uma pequena reparação histórica – assim pretende a viúva do ex-presidente João Goulart. Jango não estava ‘na farra’, como citam livros de História, na véspera da morte de Getúlio Vargas em 1954.
Quem corrige é a ex-primeira-dama Maria Tereza Goulart, em depoimento inédito para o documentário ‘Os herdeiros de Vargas’, dos jornalistas Yacy Nunes e Daniel Zarvos, que concluíram as filmagens na segunda-feira.
Na gravação, Maria Tereza diz que Jango estava em sua festa de aniversário de 14 anos (casariam-se dois anos depois). Sua tia América, casada com Spartacus Vargas – irmão de Getúlio – ofereceu à sobrinha um jantar em Copacabana, no qual Jango compareceu.
'HERDEIROS' NA TELA
As gravações de Maria Tereza e Denize Goulart, filha de Jango, foram as últimas do filme que agora vai à edição. Na etapa final, os diretores tiveram apoio do presidente do PDT, Carlos Lupi, e de Antônio Neto, da Central dos Sindicatos do Brasil.
Em parte do depoimento, segundo Yacy narra, Denize Goulart chorou ao lembrar que seu pai fazia regime para emagrecer para conseguir 'entrar nas roupas inglesas' que ela lhe mandou de Londres.
A filha do presidente exilado e seu irmão, João Vicente, tinham ido estudar em Londres após a derrubada de Isabelita Perón na Argentina (para onde tinham fugido depois que os militares invadiram o Uruguai) , em 1976.
'Meu pai pensava em ir morar em Paris, onde estavam quase todos os amigos que ele gostava, entre eles Waldyr Pires. Meu pai era muito bom administrador de fazendas e tinha convites para implantar na Europa projetos de gestão nesse setor, pois no tempo do exílio conseguiu ter ótimos rendimentos com nossa fazenda, perto de Montevideo', explicou a herdeira.
O documentário, um trabalho de pesquisa e entrevistas de anos da dupla de jornalistas, exibirá também depoimentos dos principais políticos do Brasil, entre eles os ex-presidente Lula e FHC.

Nenhum comentário: