18 de mar de 2015

Marilena Chauí: "A maioria da classe é fascista, violenta e ignorante"


"A classe média é uma abominação política, porque é fascista, é uma abominação ética porque é violenta, e é uma abominação cognitiva porque é ignorante. Fim", afirmou a filósofa, durante lançamento do livro "10 anos de governos pós-neoliberais no Brasil: Lula e Dilma"; em seu discurso, ela também grita: "Eu odeio a maioria da classe média.”
O INEDITISMO DE MEDIDAS GOVERNAMENTAIS E SEUS RESULTADOS SURPREENDENTES ESTÃO SENDO ANALISADOS DURANTE O LANÇAMENTO DO LIVRO 10 ANOS DE GOVERNOS PÓS-NEOLIBERAIS NO BRASIL: LULA E DILMA. O PRIMEIRO DELES OCORREU NO ÚLTIMO DIA 13, EM SÃO PAULO, E CONTOU COM PRESENÇA DE LULA, EMIR SADER, MÁRCIO POCHMANN E MARILENA CHAUÍ.

Sem as sutilezas filosóficas das aulas emocionantes que costuma dar em eventos desse tipo, ela foi direto ao assunto. Chauí falou sobre o Bolsa Família para exemplificar a "revolução feminista" que vem ocorrendo no país, ao direcionar o recurso para a mulher, e depois o exemplo do ProUni, para explicitar o racismo que emergiu com força na sociedade, ao encher as salas de aula do ensino superior de pobres e negros.

Por fim, fez duras críticas à classe média: "a classe média é uma abominação política, porque é fascista, é uma abominação ética porque é violenta, e é uma abominação cognitiva porque é ignorante. Fim", concluiu ovacionada.


Do Portal Vermelho com Brasil 247.

Nenhum comentário: