25 de fev de 2015

Criado o Instituto Manoel Conceição

No último domingo, 22 de fevereiro, sindicalistas e ativistas sociais e políticos fundaram o Instituto Manoel Conceição (IMC), entidade que terá como objetivo a formação sociopolítica, o estudo e a defesa do desenvolvimento sustentável, a promoção da solidariedade e da cultura.

Os sócios fundadores reuniram-se em assembleia na sede do Cetral, no povoado Pe-de-Galinha, município de João Lisboa (MA), em número superior a vinte pessoas dos municípios de Imperatriz, João Lisboa, Senador La Rocque, Amarante, Cidelândia, Carolina, Riachão. São Raimundo das Mangabeiras e Loreto, todos no Maranhão.
Manoel-da-Conceição
O IMC terá sócios fundadores, efetivos, colaboradores e honorários. Sua sede será em Imperatriz mas poderá instalar escritórios de representação no Brasil e no exterior, sob a direção de um conselho gestor composto por cinco pessoas. Na assembleia de fundação, com a presença de Manoel Conceição (hoje com 80 anos) e de sua esposa, Denise Barbosa Leal, foi eleito e dado posse ao primeiro conselho gestor: Jhony Santos (coordenador-geral); Maria José Lopes Barros (Zezé; coordenadora-geral-adjunta); Aldecy Antônio dos Santos Pereira (coordenador financeiro); Anthony Nelson Amaral Dantas (coordenador administrativo) e Adalberto Franklin (coordenador de comunicação). O Conselho Fiscal ficou composto por Pedro Paulo de Sousa Guimarães, Maria Denise Barbosa Leal e Antonio Expedito Ferreira Barroso de Carvalho, Elizabete Messias de Sousa e Antonio Alves Lima.
A criação da entidade tem motivação na continuidade do legado ideológico do maranhense Manoel Conceição Santos, considerado um dos mais destacados líderes camponeses brasileiros no século XX, perseguido, preso, torturado e exilado pela ditadura militar. Manoel foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores e da Central Única dos Trabalhadores; orientou a formação de diversos sindicatos rurais e cooperativas; recebeu as mais diversas homenagens, comendas e títulos honoris causa, por entidades do Brasil e do exterior. Desde 1984, reside em Imperatriz, para onde veio instalar e presidir o Centro de Educação do Trabalhador Rural (Centru), fundado por ele em Pernambuco e que se espalhou por vários estados do Nordeste.
Com Adalberto Flanklin, confira aqui!
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: