9 de jul de 2014

Jogo sujo: aproveitar a derrota do Brasil pra esculachar a presidenta Dilma

“Vitória da competência sobre a malandragem”. Assim estão definindo nas redes sociais a goleada da Alemanha sobre o Brasil por 7 a 1. Nas entrelinhas do texto, sugerem que o governo alemão simbolicamente entrou em campo e venceu o governo brasileiro porque aqui, infelizmente, “ganha-se jogo com gingado”, “ganha-se dinheiro sem suar”, elege-se presidente sem que ele tenha estudado na USP etc.

Dizem, no mesmo texto, que um país se faz com gente honesta e trabalhadora, como na Alemanha; e não no amontoado de “parasitas” que se empanturram diariamente com a comida proveniente do Bolsa Família, como no Brasil. Uma verdadeira aula de antropologia.

Falam que a Alemanha, ao contrário do Brasil, é amada todos os dias, “no trabalho, no estudo, na honestidade”. E que, por isso mesmo, os alemães venceram o jogo de hoje com “maestria e merecimento”.

Por analogia, apontam que o alemão venceu o brasileiro porque aqui no Brasil, ao contrário da Alemanha, rouba-se, mata-se, fura-se fila e sonega-se imposto. Em síntese, aqui só se ama o Brasil em dias de jogos da Copa. A nossa alma malandra, segundo o texto, sucumbiu ante a disciplina e o amor à pátria do povo germânico.

No fundo, bem lá no fundo, nos pedem pra votar em Aécio Neves nas eleições de outubro. E aí eu começo a acreditar que em matéria de malandragem o texto é de uma incompetência extraordinária.

Nota do Jornal Pessoal Eri Castro- 
O jogral conservador ganhará decibéis redobrados na tentativa de transformar a humilhação esportiva na metáfora de um Brasil corroído por um  "desgoverno".

Um comentário:

Adail Junior disse...

Ela tinha que ser esculachada de qualquer forma... Ganhando ou perdendo