7 de jul de 2014

Flávio Dino reage com decência e ética aos ataques pessoas deferidos pela oligarquia Sarney-Lobão

FAMÍLIA E FÉ
O desespero eleitoral do senador Sarney e do meu adversário tem inspirado uma campanha nazista, de extrema-direita, que lembra os piores períodos da ditadura militar.

Meu partido é legal e dá uma grande contribuição ao Brasil. Comunistas, socialistas e trabalhistas sempre estiveram ao lado dos MAIS POBRES, defendendo mais direitos ao povo. 

E exatamente por isso a prepotência dos poderosos sempre perseguiu os nossos partidos no Brasil.

Tenho família e acho absolutamente desumano, moralmente condenável, que todos os dias agridam pessoas que me amam e são por mim amadas. Inventam mentiras e ficam repetindo para ver se vira "verdade". Uma das vítimas é o MEU PAI, um senhor de 82 anos, hipertenso e que já teve um AVC, e que nem por isso é preservado das baixarias sem fim.

Eu, de minha parte, respeito os graves problemas pessoais das famílias Sarney e Lobão, e espero que eles os resolvam em paz. Nunca vou usar em campanhas eleitorais situações terríveis que certamente são dolorosas para os senadores Sarney e Lobão. MESMO QUE ELES NÃO RESPEITEM A MINHA FAMÍLIA, EU RESPEITO AS FAMÍLIAS DELES.
E insistem numa coisa ridícula: a de questionar a minha FÉ. Qual a autoridade moral desses escribas fariseus, desses "sepulcros caiados" (Mateus, 23-27) ?

Até mesmo um símbolo religioso que uso em memória do meu filho é motivo de chacota, de deboche, de agressões.

Tudo isso é muito triste. Mas não me abate. Quem tem Deus no coração e a verdade nos olhos não se intimida com nada.
VENCEREMOS.

Nenhum comentário: