13 de jun de 2014

Copa do Mundo movimenta R$ 25 bilhões na economia do país

Tem início hoje o maior evento esportivo do planeta, a Copa do Mundo, que será realizada no Brasil pela primeira vez em mais de 60 anos. Além da paixão, a Copa traz ganhos concretos para o país - são pelo menos R$ 25 bilhões a mais sendo movimentados na economia. Estes recursos são movimentados pelos turistas brasileiros e estrangeiros que viajarão pelo Brasil nos 30 dias de jogos, beneficiando principalmente o comércio.
 
O pré-candidato ao governo do Estado, Flávio Dino, contribuiu com este processo de forma direta e ativa enquanto esteve à frente da Embratur, por indicação da presidenta Dilma Rousseff. O órgão é responsável pela promoção turística do Brasil no exterior e, durante os dois anos e meio de gestão de Flávio, o número de entrada de turistas no Brasil bateu o recorde de 6 milhões.
 
O setor turístico no Brasil emprega mais de 10 milhões de pessoas e movimenta cerca de 3,6% da economia. Em 2013, último ano de Flávio Dino à frente da Embratur, o Brasil foi o 6º país do mundo que mais criou empregos ligados ao turismo, segundo levantamento da WTTC, o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, na sigla em inglês). "Fico feliz de contribuir com a geração de renda em nosso país, em um setor tão vivo da economia brasileira e maranhense que é o turismo", afirma Flávio Dino, hoje pré-candidato ao governo do Maranhão. 

Propostas para o Maranhão
Hoje coordenador do Diálogos pelo Maranhão, Flávio Dino defende o investimento no turismo como incentivo ao desenvolvimento do estado e para geração de emprego e renda para os maranhenses. O Movimento já percorreu mais de 100 cidades e ouviu cerca de 45 mil pessoas de todas as regiões do estado.

Entre as 63 Propostas para um Maranhão com Desenvolvimento e Justiça Social, há o investimento na estruturação e na promoção dos polos de turismo interno e internacional atualmente explorados no Maranhão. Os investimentos, conforme consta no documento, serão voltados prioritariamente para os segmentos sol e praia; ecoturismo e turismo de aventura; cultura; negócios e eventos.
 
Da assessoria.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: