20 de abr de 2014

Prefeitura anuncia construção de cinco mil moradias com parceria com o Governo Federal

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria de Urbanismo e Habitação (Semurh), beneficiará mais de cinco mil famílias com a construção de novas unidades residenciais do Programa Minha Casa, Minha Vida. Os dois novos empreendimentos, Residencial Mato Grosso e Morada do Sol, são viabilizados pela Prefeitura junto ao Ministério das Cidades, por meio de recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).
Para o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, a construção representa uma conquista da administração municipal. “Não podemos perder as oportunidades que as parcerias com o governo federal propiciam. Podemos dizer que temos hoje o maior programa habitacional da história de nossa cidade. Muitos outros sorteios de casas e apartamentos ainda virão. Nossa meta é oferecer equipamentos urbanos, como escolas e hospitais, que garantam a qualidade de vida. É isso que motiva a nossa gestão”, declarou.
Para garantir o bem estar dos moradores e atender à população dos novos conjuntos habitacionais, a Prefeitura garantiu a instalação de equipamentos públicos comunitários de educação, saúde e lazer. Com as construções, estima-se que 24 mil pessoas sejam beneficiadas. As obras têm início na semana que vem e estão previstas para entrega no final de 2015.
As medidas de incremento com equipamentos urbanos obedecem ao novo padrão estipulado em portaria do Ministério das Cidades, a de número 168, que atende ao princípio de habitabilidade. Por ele, é assegurada maior infraestrutura e qualidade de vida, contemplando elementos modernos da construção civil que respeitam a promoção de dignidade e sociabilidade estabelecidos no “Minha Casa, Minha Vida”.
No Residencial Mato Grosso, com três mil casas, os moradores serão contemplados com a construção de quatro creches e pré-escola, além de unidade básica de saúde, posto policial, escola de nível fundamental e espaço para feira livre. Já a população habitacional do Morada do Sol, com 2.176 casas, disporá de duas escolas de nível fundamental, duas creches e pré-escola, além de uma unidade básica de saúde.
Reconhecendo a importância de espaços públicos que garantam convivência e recreação para seus usuários, a Prefeitura assegurou ainda a construção de praças em ambos os residenciais. Além de área verde, o espaço contará com equipamentos poliesportivos e desempenhará um importante papel como espaço de uso coletivo.
O secretário de Urbanismo e Habitação, Diogo Lima, destaca a relevância dos empreendimentos para a cidade e enfatiza que, na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, o programa obteve grandes avanços. “A construção dos conjuntos habitacionais movimenta a nossa economia, gerando oportunidades de emprego e oferecendo qualidade de vida à população de baixa renda. No ano de 2013, foram contratadas mais unidades habitacionais que nos últimos quatro anos anteriores”, declarou o secretário.
Nas novas unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, as pessoas com deficiência terão mais qualidade de vida e comodidade. Além da necessidade dos equipamentos comunitários, a presidente Dilma Rousseff determinou que 3% das casas e apartamentos construídos sejam adaptados para pessoas com deficiência e que as demais unidades possam sofrer adequações.

Da assessoria.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: