2 de mar de 2014

Até o próprio PMDB esconde Sarney e Roseana em programa de TV. Por que? E o que faz 'petistas' abraçados ainda com os Sarney's?


O PMDB decidiu esconder a família Sarney na inserção partidária exibida na noite da última quinta-feira (27), a fim de evitar que a sua imagem seja associada nacionalmente às trapalhadas da oligarquia que comanda o Maranhão há quase cinquenta anos.
No programa, que ressalta a importância de saber fazer escolhas, não existe qualquer menção ao senador José Sarney (PMDB/AP) ou a governadora Roseana Sarney (PMDB/MA) – ainda desgastada por causa da recente crise no estado e com dificuldades para construir alianças para a própria sucessão estadual.
A peça publicitária também exclui os peemedebistas maranhenses que compõem o governo Dilma Rousseff (PT).
As dificuldades de Edison Lobão (Minas e Energia) em meio ao risco de racionamento elétrico e a inexpressividade de Gastão Vieira (Turismo) diante da necessidade de promover o país na véspera da Copa do Mundo levaram a legenda a não mostrar os dois aliados de Sarney no comando de ministérios.
O PMDB, no entanto, não se envergonha de Renan Calheiros, que utiliza o programa para fazer uma espécie de meia culpa por seus crimes de corrupção.
“Já fiz escolhas equivocadas e a gente paga o preço. O importante é estar atento às nossas convicções”, diz o presidente do Senado.

Saiu no Marrapá.

Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: