7 de out de 2013

Os Códigos secretos da Bíblia


  • “Segundo a Cabala, a Bíblia não fala sobre o passado – e essa é uma das piores distorções da verdade – ela fala sobre o futuro. No livro do Gênesis, e em toda a Bíblia, o tempo verbal que aparece deve ser traduzido como “Deus é para criar”, “Moisés é para dizer” e “Abraão é para fazer.” Infelizmente, para os tradutores, seja em inglês, seja em português, isso não fez muito sentido, então os verbos foram traduzidos para o passado: “Deus criou”, “Moisés falou”, “Abraão fez”, como se tudo já tivesse acontecido. Esse engano é que a Cabala quer corrigir, ao esclarecer que a Bíblia não fala sobre o passado, pois ela veio do futuro – exatamente como a nossa consciência divina.

    A Bíblia está escrita de uma maneira que revela julgamento – olho por olho, dente por dente. Se lançarmos mão do Zohar e da consciência da Cabala para entrar na dimensão do conhecimento bíblico, transformando o julgamento em misericórdia, podemos recuperar o tempo perdido. Basta utilizar a sabedoria de milhares de pessoas justas que apareceram no mundo com essa missão.

    Dizemos que é perigoso estudar a Bíblia sem a Cabala, pois quem o faz entrará numa dimensão de julgamento, e se não for uma pessoa justa, atrairá para si mais julgamento e não misericórdia. Assim nasceu o fanatismo em nome da religião. Já perdemos 2000 anos por causa das religiões que criaram conflito, crítica e atrito entre si. Temos por um lado, muito trabalho espiritual a fazer, mas por outro, podemos aproveitar a misericórdia que nos foi deixada pelos justos que apareceram nesse tempo.”

    Trechos retirados do livro Árvore da Vida, segunda edição, disponível no link:
    http://www.josephsaltoun.com.br/loja/loja-virtual/livros/arvore-da-vida-2/


    Shavua Tov! Uma boa semana e um bom mês a todos!

Nenhum comentário: