3 de out de 2013

Babilônia em chamas: a greve de professores no Rio sinaliza para a consolidação da candidatura de Lindberg, enquanto que no MA Flávio segue avançando. O PT precisa ouvir às ruas

Pontos de ônibus e 12 agências bancárias foram depredados durante manifestação de professores em greve.
Tanto no Rio como no Maranhão o PT deve ouvir às ruas. Lindberg consolida-se e Flávio segue avançando.

Os confrontos envolvendo policiais militares, black blocs e professores em greve deixaram um rastro de destruição no Centro do Rio. Pontos de ônibus e pelo menos 12 agências bancárias foram depredados. Especialistas em segurança condenam excessos cometidos por PMs e, também, a aceitação, pelos grevistas, de vândalos mascarados nos protestos. Isso demonstra a intransigência do governo do PMDB que bate record de impopularidade. A ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, anunciou que virá ao Rio discutir a atuação da polícia nas manifestações.

Nenhum comentário: