14 de ago de 2016

A desencarnação de Jomar Morais,ex-presidente da Academia Maranhense de Letras, aos 76 anos



Morreu na manhã deste domingo (14), em São Luís, aos 76 anos, o pesquisador, ensaísta, cronista, crítico e historiador da literatura maranhense, Jomar da Silva Moraes. Segundo primeiras informações, o escritor sofria com problemas renais e, durante a madrugada, uma crise afetou o coração do escritor, que não resistiu. Ele estava internado em um hospital privado da capital.
O corpo deverá ser velado a partir das 12h deste domingo (14), na Academia Maranhense de Letras (AML). O enterro ocorrerá nesta segunda (15), às 9h, no cemitério Jardim da Paz, na Estrada de Ribamar, região metropolitana de São Luís.
Jomar Moraes também era membro da Academia Maranhense de Letras, instituição que presidiu por 22 anos em 11 mandatos consecutivos, se tornando o presidente que por mais tempo presidiu a Casa no Maranhão. O escritor ocupava a cadeira de número 10.
Sua história se mistura à própria história da literatura e cultura maranhenses. Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Maranhão, o escritor ainda se tornou especialista em Comunicação Social pela mesma universidade e carrega o título de Mestre em História também pela UFMA.
Natural de Guimarães, cidade localizada a 70 km de São Luís, Jomar Moraes nasceu no dia 6 de maio de 1940.
Com G1-Maranhão e Blogue Garrone.
Enviado por Eri Santos Castro.
#Compartilhe

Nenhum comentário: