24 de mai de 2016

PV decide pela independência do governo e o líder do partido no Senado Álvaro Dias exige que o ministro Sarney Filho, do Meio Ambiente, saia do governo

Cobrando a demissão do ministro do Planejamento Romero Jucá, o líder do PV no Senado, Álvaro Dias (PR), anunciou da tribuna do Senado, na tarde desta segunda-feira, que seu partido decidiu, em reunião da direção na manhã desta segunda-feira, pela independência do governo. Dias explicou que a ida do deputado Sarney Filho (PV-MA), do Meio Ambiente, foi escolha pessoal do presidente interino Michel Temer e não passou pelo crivo do partido. O líder defendeu também o licenciamento de Sarney Filho, se decidir continuar no governo provisório.
Alvaro Dias (Foto: Pedro França/Agência Senado)Alvaro Dias (Foto: Pedro França/Agência Senado)
O PV integra o bloco dos novos aliados, a antiga oposição, com PSDB, DEM e PPS. Na posição de independência, Álvaro Dias disse que o PV torce para que o governo dê certo, apoiando as medidas boas, mas vai exercer sua atribuição de fiscalização.
— Nessas circunstâncias o mais importante que ocupar um cargo no governo, é exercer a fiscalização — discursou Álvaro Dias, recebendo apoio do vice-presidente da Casa, Jorge Viana (PT-AC).
Por Maria Lima, O Globo.
Enviado por Eri Santos Castro.
#Compartilhe

Nenhum comentário: