11 de jan de 2016

Mudança na Prática 51: Educação do Maranhão regista avanços no ensino e na infraestrutura


Escola Digna, valorização do magistério, eleição direta para gestor escolar. Esses foram alguns dos temas debatidos pela Secretária de Estado da Educação (SEDUC) Áurea Prazeres, em recente entrevista para a Rádio Timbira AM, dentro do Programa Timbira Debate, apresentado pelo jornalista Marcus Saldanha.
Áurea Prazeres fez uma avaliação do primeiro ano de gestão educacional da gestão Flávio Dino. “Trabalhamos pensando a educação na perspectiva do Estado, mas compreendendo o ensino básico como um todo, o que significa que também perpassamos nossas ações pelas redes municipais, focando a meta básica de universalizar o ensino no Maranhão”.

Áurea Prazeres frisou o desafio de avançar na gestão com visão ampla e sistêmica, considerando a necessidade de potencialização da educação básica em todo o Estado, com forte apoio à Educação Quilombola, Educação Indígena, Educação do Campo em todas 19 regionais que compõem o Sistema Estadual.
A secretária informou que dentro da estruturação da Educação Básica, 80% da rede Educação Infantil e Ensino Fundamental já foi municipalizada e que o Estado fortalece a aliança com os municípios, promovendo um pacto para que os egressos do Ensino Fundamental tenham amplo acolhimento no Ensino Médio.

“Estamos promovendo ações para que o Ensino Médio dê conta de fechar esse grande arco da educação no Estado em parceria com os municípios. O governador Flávio Dino tem uma visão muito clara dessa dimensão, da responsabilidade de estruturar a rede para que a escola esteja voltada para a qualificação dos nossos estudantes, desde a educação infantil até o ensino médio. Garantir que nosso Estado tenha educação digna para todos é o grande desafio do governo”, pontuou.
Áurea Prazeres destacou o papel primordial dos professores na melhoria das condições de ensino do Estado. Em 2015, o governo ampliou o percentual de 13,01% de reajuste salarial do piso nacional beneficiando quase trinta mil professores, realizou concurso público para contratação de 1500 professores com salários de R$ 5 mil, bem como a efetivação da progressão funcional de 12 mil professores, o reajuste de 15% no salário dos contratados; a prorrogação dos contratos de 4.990 professores temporários, além do seletivo para contratação de 2,5 mil novos docentes.

A dimensão da valorização profissional do professor é ainda mais significativa num momento em que outros estados tem cortado salários. “O professor é a grande referência para a construção do projeto educacional do nosso Estado. Trabalhamos na perspectiva de garantir a valorização do educador, de forma articulada com o sindicato da categoria, discutindo questões que são importantes para essa relação entre a valorização do professor e sua atuação na sala de aula”, disse Áurea Prazeres.

Escola Digna e Reforma das Escolas

Durante a entrevista, Áurea Prazeres frisou a importância do Programa Escola Digna, para substituir escolas de taipa, barro e palha, existentes em todo o Estado. As obras foram iniciadas nos municípios que compõem o Plano ‘Mais IDH’ e serão estendidas aos 217 municípios do Estado.
Além do Programa Escola Digna, Áurea Prazeres destacou o Programa de Reforma e Manutenção da Rede Estadual de Ensino. “Avançar na infraestrutura das escolas é outro grande desafio. Nós recebemos as escolas com problemas de toda ordem. Hoje, nós temos um programa específico para manutenção e reforma das escolas com a Secretaria de Infraestrutura. Em cada Unidade Regional licitamos uma empresa para trabalhar nessas reformas”, completou Áurea.

Formação Continuada e Incentivo à Leitura e Escrita

Durante a entrevista, Áurea detalhou o Programa de Formação continuada da Seduc, com discussão ampla entre a classe educacional, construindo um núcleo comum de aprendizagem, transversalizando a leitura, a escrita com outras disciplinas. “Estamos trabalhando em conjunto com a Secretaria de Cultura para recuperar o uso das nossas bibliotecas”, destacou.

Eleição Direta para Gestores Escolares

Outra importante ação realizada pela Seduc em 2015 foi o processo de eleição direta para gestores escolares. Realizado em dezembro de 2015, contou com ampla participação de pais, estudantes e profissionais da educação em todo o estado.
A Secretária Áurea Prazeres informou que no próximo dia 15 de janeiro haverá posse dos gestores eleitos. “Foi muito importante, abrimos o debate democrático da gestão escolar para construir um projeto importante para o fortalecimento da educação participativa”, finalizou.

 Por Lígia Teixeira para o Jornal Pessoal Eri Castro.
#Compartilhe.

Nenhum comentário: