12 de jan de 2016

Lula e FHC: por que tanta diferença no tratamento por parte da mídia?

Paulo Teixeira



POR QUE TANTA DIFERENÇA NO TRATAMENTO?
A manchete da Folha de hoje não poderia ser “Ceveró cita Lula e FHC em delação premiada”? Além das diferenças grotescas no tratamento das manchetes, no tamanho, no modo de escrever, o texto traz diferenças ainda mais claras. A começar que a sigla PSDB simplesmente não aparece. Nem na capa, nem nas páginas internas sobre o assunto. 
A matéria contra Lula ocupa toda a primeira página do caderno Poder e cita o PT incontáveis vezes. Só no último parágrafo, de não mais que 10 linhas, o PT é citado três vezes. Já sobre os 100 milhões de dólares de FHC ocupa apenas 1/3 da página em uma das folhas internas do mesmo caderno. Ao longo na matéria sobre o tucano, apenas o PT é citado. Não há em nenhuma parte a sigla do PSDB. Na página contra Lula, há cópia da delação premiada como documentação, na de FHC, não.
Quando Nestor Ceveró cita Lula, o jornal escreve: “Ceveró disse que o então presidente Lula DEU-LHE (afirmativa) um cargo público”. Já quanto ao Fernando Henrique Cardoso, o jornal escreve assim: “Ceveró MENCIONOU O SUPOSTO (suposição) pagamento de propina”. Lamentável.
Isso me lembra a trapalhada ‪#‎PodemosTirarSeAcharMelhor‬, que evidenciou claro conteúdo tendencioso ao se referir ao Fernando Henrique Cardoso.
Ao abrirem os jornais, lembrem-se sempre disso.

Nenhum comentário: