18 de jun de 2015

Governo do Maranhão discute compensação ambiental em Barcelona

Governantes do Brasil unem esforços por compensação ambiental, em Barcelona


O Governo do Maranhão, representado pelo vice-governador Carlos Brandão, participa desde terça-feira (16), na cidade de Barcelona, na Espanha, da Reunião Anual da Força-Tarefa dos Governadores para o Clima e as Florestas (GCF).

A agenda internacional, que reúne estados e províncias subnacionais de vários países, segue até esta quinta-feira (18), com o objetivo de viabilizar a troca de experiências e, sobretudo, de proporcionar efetivas parcerias e captação de recursos para a conservação de florestas e mitigação das mudanças climáticas.

Acompanhando o vice-governador, o secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho, também participa dos debates em Barcelona, que têm visado, junto aos governos estaduais e provinciais, organizações não governamentais (ONGs) e setor privado, a construção de novos modelos de desenvolvimento de baixa emissão de carbono e programas de Redução do Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+) para proteger florestas tropicais e melhorar meios de subsistência.

Estreia maranhense

Até este ano, o Maranhão não havia manifestado interesse algum em dialogar, dentro ou fora do país, com as nações ricas e as grandes empresas – com destaque para as poluidoras –, no sentido de se unir aos esforços dos estados brasileiros que compõem o GCF.

A meta dos estados brasileiros, portanto, é conquistar a compensação relativa a continuidade das ações em benefício às comunidades das regiões afetadas pelas empresas poluentes.

Durante o seu pronunciamento para representantes de 26 estados e províncias, governadores, técnicos de diversas instituições vinculadas ou empenhadas na redução da emissão de gases pelo desmatamento e degradação ambiental, Carlos Brandão destacou os desafios e oportunidades do Estado e o compromisso do Maranhão com a agenda ambiental em prol do desenvolvimento sustentável.

Realçou, ainda, o comprometimento do governo Flávio Dino em combater as desigualdades sociais por meio de políticas públicas, bem como atrair investimentos e geração de emprego e renda. “O governo do Maranhão tem estimulado, inclusive, a produção agropecuária, mas tomando os devidos cuidados com a preservação ambiental do nosso estado”, acrescentou.

Prévia em Mato Grosso

Com abordagem afinada com as questões ambientais do Brasil e do mundo, o vice-governador Carlos Brandão esteve na cidade de Cuiabá (MT) ao participar do Fórum dos Governadores da Amazônia Legal.

O evento de destaque nacional culminou na assinatura da “Carta de Cuiabá”, que tem como principal missão apresentar propostas dos governos estaduais que fazem parte da Amazônia Legal ao governo federal, no sentido de alavancar recursos para a redução de emissões do desmatamento e degradação florestal (REDD+) no Brasil. A Carta será entregue, em breve, à presidente Dilma Rousseff.

Resultados imediatos

A boa nova desta reunião anual do GCF já foi anunciada antes mesmo do evento terminar. Ao proferir a sua fala, a enviada especial para Mudanças do Clima, da Noruega, Hanne Bjurstrom, anunciou que seu país vai oferecer, imediatamente, US$ 25 milhões para a Força-Tarefa dos governadores, o que empolgou todos os presentes.

É papel da GCF definir coletivamente com o seus estados membros tanto o destino quanto o intuito dos projetos a serem financiados por este recurso internacional. O pontapé inicial da Noruega está sendo visto pelos participantes como forte estímulo para que demais organismos demonstrem o mesmo interesse, materializando o que vem sido desde os primeiros encontros.

Uniram-se ao vice-governador Carlos Brandão os governadores brasileiros do Pará, Simão Jatene; do Tocantins, Marcelo Miranda; de Mato Grosso, Pedro Taques; e do Acre, Tião Vianna. Com eles, participam do evento em Barcelona os governadores de East Kalimantan e Central Kalimantan, na Indonésia; de Cross River, na Nigéria; Ucayali e San Martin, no Peru, além do anfitrião do evento, o governador da Catalunha, Josep Maria Pelegri.

Por Aline Cristina.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: