11 de mai de 2015

Panelem à vontade. Quando esse movimento deixar de ser ódio contra um único partido e quiser realmente mudar o Brasil, contem comigo!

"Panelaço parcial? Eu dispenso.
Afinal, não ouvi panelas baterem contra a falta de água em SP, contra a epidemia de dengue no Estado, contra corrupção do metrô, e nem contra a LEI DE TERCEIRIZAÇÃO, que vai acabar com os direitos do trabalhador.
Não ouvi panelaço contra o PMDB, contra o Eduardo Cunha, e nem contra os sonegadores do HSBC na Suíça. Sonegação que tira mais dinheiro do Brasil que a tal corrupção.
Não ouvi panelaço contra o massacre comandado pelo Governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), que soltou polícia e até pitbull em cima de professores.
Panelas não bateram contra a Lista de Furnas, onde Aécio é protagonista, nem contra a construção de aeroporto em fazenda de tio.
Nunca ouvi uma caçarola pedir Reforma Política, nem uma frigideira reivindicar o fim do financiamento empresarial das campanhas, figura central da corrupção no país.
Portanto, panelem à vontade. Quando esse movimento deixar de ser ódio contra um único partido e quiser realmente mudar o Brasil, contem comigo!"

João de Andrade Neto, editor do Conversa Afiada

Nenhum comentário: