6 de abr de 2015

Bomba, bomba, bomba...Sarney de volta: Preocupado com a sua filha, Sarney pressiona Dilma e emplaca mais um ministro maranhense no STJ. ASSIM NÃO DÁ!

Dilma e Sarney - Eles têm conversado sobre PMDB. Foto: ABr
Dilma e Sarney – Eles têm conversado sobre PMDB. Foto: ABr

Essas alianças com setores antagônicos ao projeto de sociedade do PT levam o governo à bancarrota. ASSIM O GOVERNO ERRA DE NOVO...ASSIM NÃO DÁ!

A nomeação para o Superior Tribunal de Justiça do desembargador maranhense Reynaldo Fonseca, do TRF da 1ª Região, aos olhos de políticos é a indicação de que a presidente Dilma afaga o ex-senador José Sarney e quer segurar como pode parte do PMDB – séquito do veterano cacique – em razão de já ter perdido grupo significativo capitaneado por Eduardo Cunha e Renan Calheiros, presidentes da Câmara e Senado.
O desembargador era declaradamente apadrinhado por Sarney, a despeito do bom currículo – a exemplo dos outros dois nomes da lista tríplice entregue em meados de março a Dilma. Outros 20 nomes concorriam à vaga antes da lista tríplice. Reynaldo foi apontado como um candidato apadrinhado pelo PMDB.
A presidente tem consultado discretamente o ex-senador sobre o PMDB e governabilidade. E outra mostra de aproximação com o cacique foi a presença dele como convidado de honra na posse do ministro da Secom do Planalto, na terça-feira (31). Dois dias depois a presidente anunciou a escolha do desembargador maranhense para o STJ.
A batalha da Justiça continua. Existem ainda três vagas em aberto no STJ. A presidente Dilma deve nomear nas próximas semanas o futuro ministro para a vaga de Joaquim Barbosa no STF. A decisão pode ser sinal de que ela vai avançar nas nomeações este mês, diante da possibilidade de a 'PEC da Bengala' ser aprovada em segundo turno na Câmara e promulgada pelo presidente do Congresso.
Se a PEC for promulgada, Dilma perderá cinco indicações apenas para o STF. Assim, dançam por ora os ministros José Eduardo Cardozo (Justiça) e Luís Adams (AGU), que sonham com futuras vagas.
Com Coluna Esplanada-Leandro Mazzini.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: