27 de mar de 2015

Cutrim quer auditoria no Sistema Guardião. Será se ainda há esculta sem autorização judicial?

raimundo-cutrim
Diante das constantes suspeitas de uso político do Guardião, o deputado estadual Raimundo Cutrim, ex-secretário de Segurança do Estado, solicitou, em discurso na Assembleia Legislativa, uma auditoria no equipamento de escutas telefônicas utilizado pelo Governo do Maranhão.
O Guardião é um software capaz de grampear simultaneamente conversas telefônicas de 300 celulares e 48 telefones fixos.
Para o parlamentar, o equipamento, muito provavelmente, deve guardar na memória todos os telefones que foram interceptados e o acesso a tais dados pode revelar se houve ou não uso político do mesmo, principalmente durante a campanha eleitoral passada.
O que fizeram com o Cutrim?
O deputado do PCdoB também cobrou a reabertura do processo que apurou o assassinato de Décio Sá, ocorrido em abril de 2012, em um bar na Avenida Litorânea.
O inquérito vai completar três anos no mês que vem e ainda levanta dúvidas sobre os verdadeiros mandantes do crime. Arrolado nas investigações do caso, Cutrim acusa o desafeto Aluízio Mendes, ex-secretario de Roseana Sarney, de forjar depoimentos para incriminá-lo pela execução do jornalista e blogueiro da Mirante.

Com Marrapá-Leandro Miranda, confira aqui!
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: