22 de jan de 2015

Tarso Genro: "Obama e o Papa Francisco à esquerda"

Obama sujeito a ataques da direita nacional: primeiro Cuba, agora menos impostos para as classes médias e mais impostos para os ricos. O presidente americano e o Papa assim vão mal, começam a ter simpatia por teses da esquerda. Só falta atacarem a "austeridade", na Europa.
Os "ajustes" de austeridade na Espanha e Portugal minam a coesão social mínima, necessária para não transformar a política numa guerra. Só a concertação permite que a luta política não desborde a democracia. Sem diálogo/concertação as lutas tendem a se tornar só corporativas. E sendo só corporativas é fácil para os governos autoritários reprimirem, jogando a repressão e a opinião pública contra os movimentos.
Aposto que o Forum de Davos vai recomendar a continuidade e aprofundamento dos ajustes. Não se iludam, quem perde são os pobres e os médios.

Nenhum comentário: