22 de jan de 2015

Fraude para eleger deputados do PRB supera 45 mil Seguro Defeso, denuncia Fernando Furtado

Primeiro  suplente da coligação PCdoB, PDT, PSB, PSDB, Fernando Furtado (foto), denunciou, na manhã de ontem (21), no Comitê de Imprensa da Assembleia Legislativa, o envolvimento dos deputados estaduais eleitos Edson Santos e Júnior Verde, e do federal Kleber Verde, todos do PRB, no maior derrame de Seguro Defeso que já se teve notícia no Maranhão.

Segundo Fernando Furtado, que vai assumir a titularidade do mandato a partir do dia dois fevereiro, quando o deputado reeleito Bira do Pindaré oficializará seu pedido de licença para assumir a Secretaria de Ciência e Tecnologia, o “derrame de seguro defeso” no período eleitoral é estimado em mais de 45 mil, o que teria servido de combustível para a campanha dos três parlamentares.

Fernando Furtado é membro da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil e acusa os dois dirigentes de entidades de pescadores de ter usado de forma criminosa o Seguro Defeso para conseguir votos. “Basta ver a quantidade de votos que eles conseguiram distribuindo carteira de pescador e prometendo pagar seis parcelas, quando a lei determina apenas quatro”, enfatizou o sindicalista.

Ele observou, no entanto, que a Polícia Federal já está investigando o caso e se colocou a disposição das autoridades policiais para prestar todas as informações sobre o que fizeram os representes do PRB para conseguissem votações expressiva às custas do dinheiro público e de promessas não cumpridas, como por exemplo, garantir o pagamento de seis parcelas para os pescadores de peixe de água doce.

Com Jorge Vieira, confira aqui!
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: