22 de set de 2014

Conheça "MARANHÃO 2014: ESPERANÇA OU BARBÁRIE?", O filme! que ocorrerá a sua pré-estreia amanhã (23), no Cine Lume


A pré-estreia ocorrerá amanhã( 23), às 17h, em ponto, no Cine Lume, no edifício Office Tower, no Renascença. 

Que história o Maranhão está contando para o mundo, nos últimos 50 anos?

Um novo ciclo se inicia para a civilização maranhense.

Desde 1966, o Maranhão não vive um clima tão intenso de renovação da esperança. O povo anseia pelo novo. O desconhecido vai aos poucos vencendo a barreira do medo e as velhas práticas políticas que antes já não satisfaziam, hoje não enganam mais.

Passados quase 50 anos de domínio de uma só família no controle do Estado, o Documentário MARANHÃO 2014: Uma terra de oportunidades e a urgência dos mínimos, vem colaborar e tentar responder como uma terra tão rica, possui a maior concentração de miseráveis do Brasil.

O filme vai retratar a real situação da pobreza do estado, contando com depoimento de personalidades históricas que lutam  pela ‘proclamação’ da república nesta parte do Brasil.

Revelaremos fatos históricos que permearam o espaço temporal desde a posse de José Sarney, em 1966, passando pela vitória de Jackson Lago em 2006, o golpe que o tirou do poder em 2008, a derrota de Flávio Dino em 2010 e a sua ascensão quando da eleição de Edivaldo Holanda Junior para a Prefeitura de São Luís em 2012, fato este que muitos estudiosos atribuem como fator decisivo para a queda definitiva dos Sarney’s no Maranhão.

O documentário contará com depoimentos de Dom Xavier, Dra. Clay Lago, José Reinaldo Tavares, Domingos Dutra, Jorge Vieira, Cunha Santos, Frederico Machado, Márcio Jerry, Frazão da Força Sindical, Adriana da CUT, Abdon Marinho, Márcio Jardim, Chico Gonçalves, Arlete Nogueira, Mary, Nauro Machado, dentre outros que questionam esse Maranhão ‘impiedoso’ com a sua gente.

A película terá duração de aproximadamente 20 minutos (vídeo bruto) e mais 40 minutos de Making Off, onde traremos mais depoimentos e imagens exclusivas da realidade vivida pelo povo de nosso estado.

MARANHÃO 2014: ESPERANÇA OU BARBÁRIE?, é um filme do publicitário e jornalista Eri Castro, que já produziu o documentário “Jackson Lago: o timoneiro da nau libertária”.

MARANHÃO 2014 será uma declaração pública de opinião.O seu objetivo será informar, registrar, sensibilizar e provocar atitudes da audiência, uma forma de ativismo social.

A emoção principal deste trabalho será a contribuição  com a  superação desse momento histórico agonizante que passa essa civilização da linha do equador, colaborando a envolver e motivar atores sociais nesse processo de superAÇÃO.
Se o universo é uma máquina complexa que pode ser compreendida pela mente humana, então o que ocorreu no Maranhão, nos últimos 50 anos, pode ser entendido e assim a sua gente tomar atitudes de superAÇAO.

Com a supervisão do renomado e premiado cineasta brasileiro Sílvio Tendler, conhecido como "o cineasta dos vencidos" ou "o cineasta dos sonhos interrompidos" por abordar em seus filmes personalidades como JangoJKCarlos Marighella e Jackson Lago e consagrado com as maiores premiações para o gênero com as obras ‘Utopia ou Barbárie’, ‘Jango’ e ‘Anos JK’, os dois últimos falavam do assunto Golpe Militar de 64 e foram lançados em plena ditadura. Silvio já produziu cerca de 40 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens. Em 1981 fundou a Caliban Produções Cinematograficas Ltda., produtora direcionada para biografias históricas de cunho social.

Tendler é detentor das três maiores bilheterias na história do cinema brasileiro: "O Mundo Mágico dos Trapalhões" (1 milhão e 800 mil espectadores), "Jango" (1 milhão de espectadores) e "Anos JK" (800 mil espectadores).

Na TV entre outras obras destaca-se Anos Rebeldes em 1992 (TV Globo).

No Maranhão Tendler, supervisionou o filme ‘Jackson Lago: O Timoneiro da Nau Libertária’, com produção executiva e argumento de Eri Castro.

Eri Castro  está à frente deste novo e grande desafio. Trazer à tona os resultados atingidos pelo Estado do Maranhão, depois de mais de 50 anos sob o domínio do clã Sarney.


Como se deu esse período de transição entre duas oligarquias? Leia-se Vitorinismo e Sarneysismo.

As artimanhas, tramas, esperanças e perspectivas. Tudo sintetizado em cerca de 20 minutos.

Um filme com uma linguagem confortável e acessível, que revelará aos brasileiros e maranhenses a história recente de uma ‘Galápagos’ em nossas terras.

Nenhum comentário: