28 de jul de 2014

Ao lado de Flávio Dino, movimentos sociais lançam nesta quarta o “Pacto por um IDH Justo”




Mudar a política para mudar a qualidade de vida do povo maranhense. Com esse objetivo, dezenas de movimentos sociais vão se reunir nesta quarta-feira, dia 30, com o candidato Flávio Dino, para lançar o “Pacto por um IDH Justo”.


O encontro no Hotel Rio Poty, na Ponta D’Areia, em São Luís, às 18h, representa uma união para reverter os baixos índices sociais do Maranhão. Os movimentos sociais vão firmar um pacto com Flávio para mudar o Estado.



O Maranhão tem o segundo pior IDH do Brasil. Essa nota mede a qualidade de vida da população.
Esses movimentos são compostos por educadores, trabalhadores rurais, religiosos, funcionários da Saúde e da Cultura, representantes da moradia popular, dos direitos humanos e das pastorais, do movimento negro, militantes e muitos outros.


Falta de oportunidades
Os movimentos sociais avaliam que, no Maranhão, “a política de concentração de renda mata vidas e sonhos. Mata por desnutrição, mata por insegurança, mata por preconceito, mata por falta de oportunidades”.


“Nós militantes dos movimentos sociais do campo e da cidade queremos mudar essa realidade do Maranhão. Todos nós temos direitos a uma vida digna, uma vida em abundância”, acrescentam.


Para os movimentos sociais, a reversão dos baixos índices passa necessariamente pela mudança política. “Precisamos dizer que este candidato é nosso, que é o candidato em quem temos esperança de mudar esses indicadores que estão aí, contra nós, as pessoas mais humildes”, afirma Joel Nascimento, presidente da Central dos Trabalhadores no Brasil (CTB/Maranhão).

A ênfase do “Pacto por um IDH Justo” gira em torno de quatro grandes temas: Educação, Saúde, Habitação e Direitos Humanos.

Nenhum comentário: