28 de mai de 2014

PT NACIONAL ABANDONA SARNEY NO MARANHÃO

Para a tristeza do PT sarneísta e alegria do Maranhão, não haverá indicação do vice de Edinho
Braço armado de José Sarney (PMDB) no Maranhão, a corrente CNB (Construindo um Novo Brasil) está um pote até aqui de mágoas com a direção nacional do PT, depois que o presidente Rui Falcão proibiu o partido de indicar o vice na chapa de Lobo Edinho (PMDB).

Falcão determinou aos petistas sarneístas apenas a indicação do suplente de senador. Nada mais!

Orientado pelos marqueteiros, o comando nacional do PT rompeu a aliança com José Sarney (PMDB) no Maranhão, temendo estragos na campanha à reeleição de Dilma Roussef.

Os marqueteiros já disseram: se Dilma colar é Sarney, é caixão e vela!

Por isso Falcão vetou a indicação de José Antonio Heluy para compor a chapa de Lobo Edinho (PMDB), candidato da oligarquia. 

O petismo maranhense terá uma participação discreta na campanha. É o limite permitido pelo comando nacional.

Se o PT indicasse o vice na chapa da oligarquia Sarney, Dilma e Lula teriam de vir ao Maranhão e gravar mensagens para o horário eleitoral. Seria um desastre na campanha de Dilma.

Estagnado nas pesquisas, Lobo Edinho contava com as declarações e imagens de Lula como última tentativa de se apresentar ao eleitorado. Talvez não tenha nem isso.

OUTROS CARNAVAIS

Sarneístas do PT chegaram a comemorar, mas Rui Falcão acabou com a festa
O histórico de intervenções do PT nacional no Maranhão foi marcante em 2010, quando o Encontro de Tática Eleitoral decidiu apoiar Flavio Dino (PCdoB) ao governo.

Menos de uma semana após a decisão, o diretório nacional desfez o resultado e obrigou o partido a compor a chapa de Roseana Sarney (PMDB), indicando o vice-governador Washington Oliveira (WO).

Em 2014 os petistas sarneístas pretendiam repetir a indicação do vice, desta vez aprovando o nome de José Antonio Heluy no Encontro de Tática Eleitoral.

A festa de Heluy não durou dois dias. Rui Falcão anulou o resultado e ordenou apenas a suplência de senador.
 
Veja artigo completo no blogue Cunha Santos, aqui! 
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: