25 de mai de 2014

Cel. Melo: "GOVERNADORA ROSEANA SARNEY: NÃO USURPE NOSSOS DIREITOS E NOSSA DIGNIDADE"

GOVERNADORA ROSEANA SARNEY:
NÃO USURPE NOSSOS DIREITOS E NOSSA DIGNIDADE
CHEGA DE CALOTE AOS POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES,
SOMOS CIDADÃOS E CIDADÃS.
*Por Francisco Melo da Silva

A Governadora Roseana Sarney está deixando o Estado do Maranhão a DERIVA. Uma premonição da DERROCADA do Grupo Sarney. A DERIVA porque tanto ela como seus Assessores fazem e acontecem. Praticam as maiores atrocidades. Usam e abusam do poder, de acordo com suas próprias conveniências.

No último dia 04 de abril do ano em curso, foi firmado um acordo com o Governo Roseana Sarney e os Militares do nosso Estado, para ser cumprido em 10 dias. No acordo assinado por representantes da Governadora Roseana Sarney, além do retorno do escalonamento vertical, da redução da carga horária, também, CONSTA QUE NENHUMA MEDIDA ADMINISTRATIVA SANCIONATÓRIA seria tomada contra os militares que participaram do movimento.

Porém, logo após a parada do movimento vieram as represálias. Expedições de FATD – Formulário de Apuração de Transgressão Disciplinar – o que culminou com a prisão do Sargento Conrado, na cidade de Caxias Maranhão (retaliação ao movimento). Fui retirado de participar da Banca de Avaliação de Conteúdo de Monografias dos Cadetes, na Academia de Polícia Militar Gonçalves Dias, atitude mesquinha. Mas a grande surpresa, o GOLPE FULMINANTE VEIO COM O DESCONTO NOS NOSSOS CONTRACHEQUES, no final do mês de abril.

O Governo mais uma vez assumiu o compromisso de fazer, no mês de maio, a reposição dos descontos feitos indevidamente no mês de abril. Entretanto, alguns policiais militares continuam recebendo os contracheques com descontos, nada mais do que uma demonstração de vingança aos que participaram do movimento de paralisação. Por que tiveram tempo suficiente para corrigir o erro que alegaram no mês de abril. Que erro foi esse que só atingiu os participantes do movimento?

Assim sendo, não nos resta alternativa a não ser CONTINUAR LUTANDO por nossos direitos. Pois se não reagirmos aos inúmeros atos de ilegalidades, arbitrariedade, retaliações e vinganças desse DESGOVERNO contra nossa categoria e contra o POVO, até o final do seu Mandato, o Estado do Maranhão, também, vai está totalmente DEGRINGOLADO.

Peço encarecidamente a compreensão e o apoio do POVO brasileiro, tendo em vista que o GOVERNO tenta de todas as formas EXCLUIR – OS POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES - como categoria de trabalhadores que somos.
Somos servidores públicos, com a denominação de MILITARES DO ESTADO, mas isso não é condição para retirarem nossos direitos, USURPAREM NOSSA DIGNIDADE. Nós Policiais e Bombeiros Militares dos Estados, somos CIDADÃOS E CIDADÃS, que temos as mesmas necessidades como qualquer ser humano . 

Somos filhos/filhas, pai/mãe, avô/avó, temos deveres, obrigações, mas também temos DIREITOS de dá uma boa educação para nossos filhos, uma boa qualidade de vida para nossos entes queridos. 600,00 (seiscentos reais) USURPADO do contracheque do Policial Militar faz muita falta.
REAFIRMO MAIS UMA VEZ A IRREGULARIDADE na aplicação do artigo 142, da Constituição de 1988 ÀS POLÍCIAS E BOMBEIROS MILITARES DOS ESTADOS. Esse artigo diz respeito ÀS FORÇAS ARMADAS e não a nós TRABALHADORES DA SEGURANÇA PÚBLICA. Desta forma, não podemos SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS DA DITADURA MILITAR, quando os Governadores, de forma abrupta, nos retira o principal INSTRUMENTO do trabalhador de LUTAR E REIVINDICAR seus DIREITOS, que é o DIREITO DE GREVE.

Governadora, se a Senhora não tem conhecimento desses absurdos ou não determinou que nenhum assessor seu agisse dessa forma, que venha a público e IMPUTE a responsabilidade a quem praticou e adote as medidas cabíveis, caso contrário, vamos entender que a ordem partiu mesmo de Vossa Excelência.

Finalizo, dizendo que se a PARALISAÇÃO FOR O ÚNICO INSTRUMENTO que temos para fazer o Governo cumprir com seu dever, quando fez o juramento de cumprir as Constituições da República e do Estado do Maranhão, A PARALISAÇÃO VAI ACONTECER NOVAMENTE. AVANTE AVANTE MARANHÃO!

*É coronel da PMMA, Ex-Comandante Geral da PMMA, Professor Universitário, Habilitado na OAB/MA, desde 2010.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: