10 de abr de 2014

Brasil 247: Grupo Sarney está como “boi que, sem alternativa, segue ao matadouro”

sarney doente e1334523191627 Brasil 247: Grupo Sarney está como boi que, sem alternativa, segue ao matadouro 

O site Brasil 247 foi mais um a destacar a crise do grupo Sarney no Maranhão. O colunista Luiz Cláudio Pinheiro afirmou que o “Dia do Fico” de Roseana Sarney pôs às claras a grave crise que o grupo Sarney vive no Maranhão.

Muito atrás nas pesquisas, com a pressão de Arnaldo Melo e chantagens à oposição, Roseana Sarney não conseguiu dar vazão ao seu plano de eleger Luís Fernando e teve que sacar a candidatura de Edinho Lobão.

Veja a nota sobre o Maranhão que foi ao ar na tarde de ontem:

“No Maranhão, a oligarquia Sarney ruma às eleições de outubro numa situação não muito melhor que a do boi que, sem alternativa, segue ao matadouro. Sem condição política para controlar a própria sucessão na Assembleia Legislativa, a governadora Roseana Sarney resignou-se a ficar no governo, desistindo portanto de concorrer ao Senado. E, ato contínuo, veio a segunda resignação: o candidatos dos Sarney à própria sucessão no governo maranhense, o deputado estadual e ex-secretário de Infraestrutura Luís Fernando Silva – que há décadas goza da confiança e trabalha com a família Sarney – também renunciou à candidatura. Ele vinha patinando nas intenções de voto, e já havia sido desenganado pelos institutos de pesquisa, inclusive pelo cientista político e marqueteiro eleitoral Antônio Lavareda.

Em lugar de Luís Fernando, os Sarney escalaram o senador Edison Lobão Filho, que como suplente exerce o mandato do pai, o ministro das Minas e Energia Edison Lobão. É uma tentativa de alterar o jogo mexendo nas peças, pois o quadro no Maranhão mostra-se cada vez mais favorável ao candidato de oposição, o ex-juiz, ex-deputado federal e ex-presidente da Embratur Flávio Dino, do PCdoB. Ele forjou uma ampla aliança, que abrange do vetusto e conservador PSDB ao SDD do progressista deputado Domingos Dutra, passando pelo PSB do presidenciável Eduardo Campos. E lidera com conforto as pesquisas de intenção de voto. Sentindo-se na iminência da derrota, a família Sarney cogitou até mesmo compor com Dino, admitiu apoiá-lo, mediante a improvisação de uma ampla frente maranhense de bandeira dilmista. Mas o candidato comunista rechaçou a proposta, e segue firme com sua pregação eleitoral anti-Sarney. Para o Senado, o candidato do campo dos Sarney deve ser o deputado federal e ex-ministro do Turismo Gastão Vieira, que deverá enfrentar o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB).

Com Blogue Marrapá/ Leandro Miranda, confira aqui!
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: