29 de mar de 2014

Paralisação da PM no MA chega ao 3º dia com 85% de adesão

Greve PM MA2 Paralisação da PM no MA chega ao 3º dia com 85% de adesão
Militares acampados nos corredores da Câmara Municipal de São Luís
A paralisação dos policiais militares do Maranhão completa hoje (28) o terceiro dia com 85% de adesão em todo o estado. A informação foi repassada ao blog pelo soldado Alexandre Leite, uma das lideranças do movimento.
Em São Luís, cerca de 500 militares acampam desde a quarta-feira nas dependências da Câmara Municipal, ao lado de esposas e familiares. O presidente interino da Casa, Astro de Ogum (PRP) garantiu que não pedirá a reintegração de posse enquanto o movimento for ordeiro e pacífico, e tem intermediado as conversas preliminares entre os PMs e o governo do Maranhão.
No interior do estado a tropa segue aquartelada nas cidades de Timon, Caxias, Bacabal, Barra do Corda e Imperatriz. A categoria alega que a governadora Roseana Sarney (PMDB) não cumpriu acordo feito em 2011 de reajuste salarial e melhoria nas condições de trabalho.
Em resposta às acusações do comandante geral da PM, coronel Zanoni Porto, de que a paralisação é um movimento de conotação política, o soldado Leite rebateu. “O comandante age como representante do Governo do Estado, mas até ele torce pelo sucesso do movimento porque sabe que reivindicamos por melhores condições de trabalho tanto para ele quanto para a tropa”, afirmou.
Os policiais reivindicam, entre outras coisas, a implantação de percentual de 18% no subsídio relativos às perdas salariais. O governo Roseana Sarney ofereceu aumento de apenas 7%, que, segundo eles, não se trata de aumento, mas de reposição salarial, pois refere-se a perdas salarias e não a aumento real de vencimentos.
A paralisação segue por tempo indeterminado.
Com o blogue Marrapá, confira aqui!
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: