27 de jan de 2014

Um de cada vez, já já será o Maranhão, fala um importante dirigente do PT nacional: "Fim do casamento: PT e PMDB rompem após 7 anos, no Rio"




:


Ponto final na aliança entre os partidos foi anunciado nesta segunda após reunião entre o governador Sergio Cabral e o presidente regional do PT, Washington Quaquá; os dois querem lançar candidatos para o governo do Rio e não houve consenso; o PT, de Lindbergh Farias, vai entregar os cargos que ocupa no governo estadual; expectativa agora é em relação ao posicionamento do PMDB, de Luiz Fernando Pezão, na reeleição de Dilma; Cabral pode fazer jogo duro e bater o pé na hora de apoiar a presidente. 

Nota do Jornal Pessoal Eri Castro:  Mas, o cálculo já está feito. Podem anotar que Lindbergh ganha a eleição,no segundo turno de Garotinho com o apoio de Crivela, eis mais uma epifania desta segunda nublada. Ademais, o dirigente nacional que revelou que já já será a vez do Maranhão disse hoje, em São Paulo, que o caso do Maranhão é pior. A associação do nome de Dilma a Sarney faz ela perder 3 pontos no país e no Maranhão a conta também não bate. nas médias e grandes cidades a oposição ao grupo Sarney constituíram maioria absoluta e nas pequenas cidades, devido aos programas sociais do Governo Federal, quem tem popularidade é a dupla Lula-Dilma.

Com Brasil 247.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: