30 de jan de 2014

Secretário Uchôa persegue implacavelmente Cezar Bombeiro. Mexeu com Bombeiro mexeu com os trabalhadores de todo o Brasil. A CUT e FORÇA SINDICAL nacionais desembarcarão no Maranhão

Mexeu com Cézar Bombeiro mexeu com os trabalhadores do Brasil todo.
Constitucionalmente, Cezar bombeiro, como dirigente sindical, é liberado para desenvolver suas atividades classistas. No entanto, o atual secretário de Justiça e Administração Penitenciária Sebastião Uchôa, desrespeitando mais uma vez as leis,  fez publicar no Diário Oficial uma portaria exigindo o retorno de Bombeiro ao seu local de trabalho, impedido-o de exercer suas atividades sindicais. Isso tudo pra que ele não tenha tempo para fiscalizar os atos não republicanos do referido secretário. 

Este foto ocorre no momento em que o Sindicato e Bombeiro denunciam ao Brasil e ao mundo as atrocidades e corrupção que ocorrem no complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Primeiro o secretário Uchôa tentou jogar na lama a reputação dos agentes penitenciários maranhenses responsabilizando-os pelas atrocidades de pedrinhas. Isso não colou, haja visto que mais de R$ 100 milhões são desperdiçados com a terceirização da vigilância e outras mazelas de pedrinhas. 

Segundo, ele insistiu para que os agentes quebrem os seus sigilos fiscal e telefônico. Bombeiro foi o primeiro a disponibilizar tal quebra de sigilos. Isso também não colou. 

Terceiro, Uchô  insinuou prender Bombeiro por indisciplina. Foi indisciplina denunciar as atrocidades de Pedrinhas? Isso também não colou. 

E agora, no ato de desespero, tenta retirar Bombeiro das suas atividades sindicais. A categoria não aceita. Uchôa sofrerá mais uma derrota, pois quem caminha em linhas torta não prospera as suas ações. A CUT e a Força Sindical nacionais desembarcarão em São Luís,  na próxima semana. BABILÔNIA EM CHAMAS PELA PURIFICAÇÃO DO SISTEMA PENITENCIÁRIO E DO MARANHÃO!!!

Esses atos destemperados, anti-democráticos e mesquinhos do secretário Uchôa só agravam a situação caótica do sistema prisional maranhense, comprometendo definitivamente a imagem do governo Roseana Sarney.

Onde falta diálogo é porque falta credibilidade, honestidade e competência.


Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: