4 de jan de 2014

Saiu na Folha de São Paulo: Maranhão sem governo assiste noite de terror em São Luís

Em possível retaliação ao endurecimento da segurança em presídios no Maranhão, criminosos atacaram ônibus e uma delegacia em São Luís na noite desta sexta-feira (3).
Até a publicação desta reportagem, três ônibus haviam sido incendiados, nos bairros João Paulo, Areinha e Jardim América. Não havia registro de feridos.
 
O procedimento dos bandidos foi semelhante nos três casos. Segundo informações da Polícia Militar, os criminosos entraram nos ônibus, assaltaram os passageiros e, ao sair, atearam fogo aos veículos.
 
Em razão dos ataques, empresas de ônibus começaram a retirar veículos de circulação por volta das 21h locais (22h pelo horário de Brasília).
 
Em outro ataque, a fachada do 9º Distrito Policial da cidade, no bairro São Francisco, foi alvejada por ao menos oito tiros. Também houve registro de um policial baleado, mas não se sabia se o episódio tem relação com os ataques.
 
Suspeita-se que os atentados sejam uma represália do crime organizado a uma ação da Polícia Militar em presídios do Estado no último dia 31.
 
No total, foram recolhidas 300 armas improvisadas, entre facas, facões e estiletes, além de drogas, bebidas alcoólicas e celulares.
 
O sistema carcerário do Maranhão enfrenta uma grave crise, e o Batalhão de Choque da PM foi destacado no final do mês passado para fazer a segurança no complexo prisional de Pedrinhas, que soma 62 mortes de detentos desde 2013.
 
Diante das constantes rebeliões, com registros até de decapitação de presos, órgãos como OEA (Organização dos Estados Americanos), Procuradoria-Geral da República e CNJ (Conselho Nacional de Justiça) cobram uma solução da governadora Roseana Sarney (PMDB).

Da Folha de São Paulo.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: