1 de mai de 2017

Nada justifica atentados à vida. Comunidade indígena de Viana sofre brutal atentado

Ontem (30.04.2017), à tarde, na cidade de Viana, um grupo indígena Gamela foi covardemente e brutalmente atacados por fazendeiros e jagunços. Nada, absolutamente nada, justifica o atentado à VIDA. Veja mensagem encaminhada pelo padre Cláudio Bombieri, do CIMI-Conselho Indiganista Missionário, da igreja Católica.

Toda essa ação bárbara ainda teve a escolta da própria polícia e de veículos de comunicação de massa da região.

"Bom dia.
Dois indígenas feridos em estado grave, cinco vieram para o Socorrão 2, Cidade Operária.
Um deles, Aldeli, levou dois tiros, uma bala está alojada na coluna e a outra na costela, teve as mãos​ decepadas e joelho cortados. O irmão dele, José levou um tiro no peito. Outro teve as mãos decepadas.
Inaldo levou um tiro na cabeça e outro no rosto e no ombro. Inaldo está aguardando o resultado da tomografia, dois foram operados.
Na duas outras retomadas conseguiram passar uma noite razoável.
Agora a nossa necessidade de fazer presente junto a esse povo.
O que houve foi uma incitação de ódio convocada na rádio e com políticos envolvidos que levaram ao ataque aos indígenas.
A situação é muito grave. O Estado precisa ser responsabilizado. Os agressores punidos."


Nenhum comentário: