19 de nov de 2015

Morre a Drª Iná Meireles, uma brasileira valente





MORRE INÁ MEIRELES, PRESIDENTA DA COMISSÃO

 DA VERDADE EM NITERÓI

É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento de Iná Meireles, presidenta da Comissão da Verdade em Niterói, que nos deixou na manhã desta terça-feira (17). Nascida no Rio de Janeiro, Iná – que foi médica, formada pela Universidade Federal Fluminense – faria 67 anos na próxima quinta-feira (19).
Ela começou sua vida política cedo, integrando o movimento secundarista através do grêmio do Liceu Nilo Peçanha, em Niterói, e, desde os 15 anos de idade, esteve filiada ao Partido Comunista Brasileiro (PCB).
Em 1967, participou das divergências internas do PCB que levariam à criação da Dissidência de Niterói e, posteriormente, ao Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8), de luta armada - aos moldes da guerrilha rural. Como militante do MR-8, Iná foi morar em Curitiba (PR), onde foi presa pelo Departamento de Ordem Política e Social, em uma operação coordenada pelo Centro de Informações da Marinha.
Ainda em Curitiba, foi barbaramente torturada e transferida, dias depois, para o Complexo Naval da Ilha das Flores, em São Gonçalo, onde – absolutamente incomunicável - passou 10 dias de torturas diárias.
Já com o processo em andamento, Iná Meireles foi transferida, em 1970, para o Presídio São Judas Tadeu e, após, para a Penitenciária Talavera Bruce, em Bangu. Condenada ainda pelo Superior Tribunal Militar, cumpriu sua pena até 10 de dezembro daquele ano.
A Comissão da Verdade em Niterói e a CODIR (Prefeitura de Niterói) enviam seus mais sinceros sentimentos de pesar à família e amigos.
O velório da companheira Iná Meireles foi ontem (18), no cemitério São João Batista, no Rio. O sepultamento foi às 15h.

Nenhum comentário: