8 de dez de 2014

PELOS DIREITOS NÃO-HUMANOS

PELOS DIREITOS NÃO-HUMANOS: A animalidade constitui um aspecto central da natureza humana. Aristóteles tinha razão quando afirmava: “O homem, quando virtuoso, é o mais excelente dos animais, mas, separado da lei e da justiça, é o pior de todos”. Há algo de muito errado nos humanos, à medida em que não somos capazes de respeitar os direitos humanos e os direitos não humanos, relativos aos direitos dos animais e da natureza. Por isso, hoje nos constituímos em ameaça à existência da vida em nosso planeta. Os animais são sensíveis, comunicativos, podem ser nossos amigos e não destroem a natureza como nós as destruímos. Podemos e devemos aprender muito com eles. Um camponês que se preza deve amar seus animais. Nunca deveria matá-los.

Eri Castro Avante! Parabéns professor Aldo pela 

simplicidade e compreensão militante por um mundo 

pra humanos, demais animais, vegetais e outras 

formas de vida...



Foto de Aldo Fornazieri.

Nenhum comentário: