27 de jul de 2014

O Universo e o poliverso: "Não se trata exatamente de um fim e sim de um novo começo, partindo novamente para a Criação"

Os Universos Congelados


O FUTURO DA COSMOLOGIA – “Morte e Vida de Universos Congelados”

A cosmologia associada a outros ramos de pesquisa, como a informática e eletrônica, está cada vez mais aumentando seu nível de complexidade.
Com o advento do avanço das ciências de computação e a união de engenharias das mais diversas, existem estudos para a construção de um supercomputador interligado a outros espalhados pelo planeta onde se possa construir um universo virtual e se observar sua dinâmica.
Muitas Universidades no mundo estão empenhadas no projeto do Universo virtual que poderá ser o grande passo para a pesquisa cosmológica do século XXI.
Em abril de 2011, utilizando uma incerteza de Heisenberg persistente, relacionada à posição primordial de uma origem comóvel, um físico brasileiro(Armando V.D.B. Assis, 2011) publicou uma solução para as equações de campo de Einstein, dentro do contexto cosmológico, fornecendo uma temperatura de zero absoluto para o universo primordial:
 "On the Cold Big bang Cosmology". 
Recentemente, o mesmo autor publicou uma demonstração em que a incerteza de Heisenberg persistente que levara a uma temperatura de zero absoluto para o universo primordial, advém de um critério de quantização para a energia. 
Essa é uma excelente teoria para sustentação cosmológica da Dark Energy ( Energia Escura) e para a Cosmologia e Cosmogênese apresentada no evento chamado de Hagnarok, presente na Mitologia Nórdica, mostrando que não se trata exatamente de um fim e sim de um novo começo, partindo novamente para a Criação.
Segundo o físico teórico – Michio Kaku, O Universo está fora de controle, em processo de aceleração desenfreada. Com o tempo, toda a vida inteligente se verá diante da perspectiva do fim: o grande congelamento. Uma civilização avançada precisa partir em sua última viagem, fugindo para um Universo paralelo.

Na mitologia nórdica, Ragnarok - a morte ou crepúsculo dos deuses - começa quando a terra é presa nas garras intransigentes de um frio de gelar os ossos. O próprio céu congela, enquanto os deuses caem mortos em grandes batalhas contra serpentes malignas e lobos assassinos. O Sol e a Lua são devorados, e as trevas eternas descendem sobre a terra árida e congelada. Finalmente Odin, pai de todos os deuses, cai morto também, e o próprio tempo chega ao fim.

Ref.  Para o texto: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfBXwAF/on-the-cold-big-bang
Da Cosmologia, da Física Quântica, da engenharia robótica e da Kabbalah

A cosmologia associada a outros ramos de pesquisa, como a informática e eletrônica, está cada vez mais aumentando seu nível de complexidade.
 

Com o advento do avanço das ciências de computação e a união de engenharias das mais diversas, existem estudos para a construção de um supercomputador interligado a outros espalhados pelo planeta onde se possa construir um universo virtual e se observar sua dinâmica.
 


Muitas Universidades no mundo estão empenhadas no projeto do Universo virtual que poderá ser o grande passo para a pesquisa cosmológica do século XXI.
Em abril de 2011, utilizando uma incerteza de Heisenberg persistente, relacionada à posição primordial de uma origem comóvel, um físico brasileiro(Armando V.D.B. Assis, 2011) publicou uma solução para as equações de campo de Einstein, dentro do contexto cosmológico, fornecendo uma temperatura de zero absoluto para o universo primordial:
"On the Cold Big bang Cosmology".
 

Recentemente, o mesmo autor publicou uma demonstração em que a incerteza de Heisenberg persistente que levara a uma temperatura de zero absoluto para o universo primordial, advém de um critério de quantização para a energia.
 

Essa é uma excelente teoria para sustentação cosmológica da Dark Energy ( Energia Escura) e para a Cosmologia e Cosmogênese apresentada no evento chamado de Hagnarok, presente na Mitologia Nórdica, mostrando que não se trata exatamente de um fim e sim de um novo começo, partindo novamente para a Criação.
 

Segundo o físico teórico – Michio Kaku, O Universo está fora de controle, em processo de aceleração desenfreada. Com o tempo, toda a vida inteligente se verá diante da perspectiva do fim: o grande congelamento. Uma civilização avançada precisa partir em sua última viagem, fugindo para um Universo paralelo.

Na mitologia nórdica, Ragnarok - a morte ou crepúsculo dos deuses - começa quando a terra é presa nas garras intransigentes de um frio de gelar os ossos. O próprio céu congela, enquanto os deuses caem mortos em grandes batalhas contra serpentes malignas e lobos assassinos. O Sol e a Lua são devorados, e as trevas eternas descendem sobre a terra árida e congelada. Finalmente Odin, pai de todos os deuses, cai morto também, e o próprio tempo chega ao fim.

Ref. Para o texto: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfBXwAF/on-the-cold-big-bang

Nenhum comentário: