14 de jan de 2014

CURUPU EM CHAMAS : CRISE NA SEGURANÇA PÚBLICA PROVOCA INSEGURANÇA POLÍTICA NOS GOVERNISTAS

Na manhã do último domingo(12) era grande o entra e sai de helicópteros na ilha de Curupu. Longe de tudo e de todos o "creme de la creme" do sarneismo reunia-se para avaliação do quadro político.

De posse de pesquisas realizadas após os ataques das facções criminosas aos coletivos, que culminaram com a morte de Ana Clara Santos de Sousa. As informais(pesquisas para consumo interno) apontam estrago devastador.

Roseana Sarney que durante o episódio "deu a cara a tapa", ainda está sendo consumida pela revolta/insatisfação da população com os destinos da Segurança Pública. Roseana Sarney não tem mais garantias de eleger-se tranquilamente para o Senado.

Empurrar a decisão de candidatar-se ou não ao Senado, não faz mais efeito para Roseana Sarney. A indecisão usada como arma há duas semanas virou bumerangue. Se ela correr demonstra medo, se ficar parada(indecisão) dá impressão de deboche.  

Roseana Sarney "carro-chefe eleitoral" do grupo Sarney virou "abre-alas" para oposição. Nestas duas primeiras semanas de 2014, Flávio Dino recuperou todas as gorduras eleitorais perdidas no último semestre de 2013, longe das labaredas dos ataques criminosos.

O Secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes teria recebido "ultima forma" para continuar cabalando votos para deputado federal. A candidatura de Mendes é pedido de José Sarney, que o quer por perto e com mandato político em Brasília.

Ricardo Murad recebeu de José Sarney a tarefa de eleger Aluísio Mendes deputado federal. Murad como capataz eleitoral de Mendes disse para Sarney que não teria dificuldades. Será que depois a reconhecida crise, eles ainda insistem na candidatura de Mendes?

Aluísio Mendes eleito deputado federal, será a propaganda da incompetência do grupo Sarney no Maranhão à disposição na Câmara Federal. São estas invenções/decisões pautadas no "quero,faço e mando" que corroeram o sarneysmo. 

Do Blogue César Bello, confira aqui!
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: