21 de out de 2013

Pressionada, Dilma apressa a reforma agrária

Após dez meses sem fazer uma desapropriação de terras, a presidente Dilma Rousseff decidiu apressar a reforma agrária. A presidente cobrou o ministro Pepe Vargas (Desenvolvimento Agrário) a apresentar 100 decretos até o fim do ano, que acrescentariam cerca de 200 mil hectares às áreas de assentamentos rurais. Os decretos podem ajudar a conter as críticas de movimentos de sem-terra.

Saiu no Estadão.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: