19 de out de 2013

100 anos: São demais os perigos desta vida...

Enfastiado de notícias ruins: Vinicius de Moraes contou em uma de suas crônicas que resolveu “desligar e buscar um pouco de beleza no mundo". Decidimos seguir, ao menos por um dia, o conselho do mais popular poeta brasileiro, que completaria hoje cem anos.

Nesta edição especial, o Estado de Minas traz reportagens que destacam fatos e personagens de nossa cidade pela luz dos olhos do homem que nasceu no Rio de Janeiro em 1913 e, dizem, morreu em 1980. Morreu, nada! O poeta da paixão renasce em cada verso declamado, no pranto da ausência, no coração sobressaltado. Com a poesia de Vinicius, o mundo inteirinho se enche de graça. E fica mais lindo por causa do amor.

“Por isso, no exílio assistindo dormir meu filho choro de saudades de minha pátria'

Além de poeta e músico, Vinicius foi também diplomata. Por isso, viveu temporadas no exterior, mas sem nunca deixar de exaltar o amor pelo Brasil.

Uísque, ‘o cachorro engarrafado'

Aumento da renda faz vendas de uísque, o melhor amigo do homem, segundo Vinicius, dispararem. Recife tem o maior consumo per capita do mundo. 


Com o Estado de Minas.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Nenhum comentário: