29 de out de 2015

Cai mais um pilar da oligarquia Sarney

Katia BogeaO Ministério da Cultura defenestrou a historiadora Kátia Bogéa da superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Maranhão (IPHAN). A decisão foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (28).
No cargo desde o segundo governo de Roseana Sarney, ela foi cúmplice da apropriação e degradação do Convento das Mercês; também artífice do tenebroso episódio da doação da casa de Sarney para o Estado, com posterior inclusão no PAC Cidades Históricas.
No final do ano passado, temendo confrontar os interesses da oligarquia, Kátia fez pouco caso da instalação de uma imensa armação de ferro e pré-moldado no meio da Praça Maria Aragão, Centro Histórico de São Luís, na área destinada por Jackson Lago para a construção de um memorial em homenagem à medica comunista.
No local, seria improvisada uma sede para a Universidade Virtual do Maranhão (Univima), mas, para não descaracterizar o patrimônio tombado pela Unesco, o governo Flávio Dino decidiu desmontar a estrutura e transferir a obra para outro lugar.
Conforme o blog adiantou com exclusividade no início do mês, o novo superintendente do IPHAN no Maranhão será o arquiteto e urbanista Alfredo Alves da Costa Neto, ex-adjunto da Secretaria de Cidades do Governo do Maranhão.
Do Marrapá-Leandro Miranda, confira aqui!
Enviado por Eri Santos Castro.
#Compartilhe.

Nenhum comentário: